Certificações Ambientais

Certificações Ambientais


Certificações Ambientais são uma grande forma de mensurar e demonstrar o quanto um edifício possui de características sustentáveis. Mas quais são as certificações recorrentes e mais promissoras do mercado brasileiro? Fizemos uma lista com as 5 certificações ambientais para você conferir:


LEED




LEED são as iniciais para Leadership in Energy and Environmental Design e é o selo de certificação e orientação ambiental de edifícios desenvolvido pela Green Building Council. É o selo ecológico com maior reconhecimento a nível internacional, sendo adotado nos cinco continentes.

Os Estados Unidos da América é o país com mais construções certificadas com o selo LEED. A seguir vem os Emirados Árabes Unidos, a China e o Brasil. Aliás, no Brasil existem 51 edifícios certificados e cerca de 525 em processo de garantirem o selo.

De acordo com os diferentes tipos e necessidades, o LEED divide-se em Silver, Gold ou Platinum, de acordo com o nível de desempenho do edifício. A pontuação atribuída pelo selo é baseada no sistema comparativo entre a performance ambiental de dois edifícios.

De forma resumida, uma construção para ser certificada positivamente tem que ter pelo menos 40 pontos, enquanto que para receber o selo Platinum tem que ter mais do que 80. O nível Silver é para desempenhos entre os 50 e os 59 pontos, enquanto que o Gold é destinado a desempenhos entre 60 e 79.

O USGBC disponibiliza ainda várias modalidades da certificação LEED, como por exemplo o LEED BD+C (Novas Construções ou Reformas de Grande Impacto), LEED ID+C (Interiores), LEED O+M (Operações e Manutenção), o LEED ND (Desenvolvimento de Bairros) e o LEED for Homes, disponível apenas nos EUA mas com uma referência próxima utilizada pelo Referencial Casa do GBC Brasil.

Website: www.usgbc.org


WELL




A certificação ambiental WELL é o primeiro que se foca na saúde e no bem-estar dos usuários, sendo um complemento e uma alternativa às outras certificações ambientais. Foi criado pelo International Well Building Institute, em 2015, e parte da premissa de que o maior custo de uma edificação comercial são das pessoas que as habitam.

Portanto, a contribuição das construções para um futuro sustentável não deve ter em vista apenas o meio ambiente, mas também as pessoas que as habitam, melhorando a qualidade de vida e o desempenho destes.

Existem diferentes níveis de certificação, entre a prata, o outro e a platina, consoante a classificação final calculada a partir de 102 características descritivas, divididas em sete áreas de avaliação, como o ar, água, alimentação, iluminação, saúde física, conforto e mente.

De forma a garantir um nível de qualidade elevado, o selo WELL exige que os edifícios sejam recertificados a cada 3 anos.

Website: www.wellcertified.com


ACQUA




O selo ecológico Aqua é promovido pela Fundação Vanzolini, sendo um processo que visa demonstrar a qualidade ambiental dos empreendimentos de construção. Essa certificação é garantida de forma inequívoca por meio de auditorias independentes, que não deixam margem para dúvidas na credibilidade do AQUA.

Para conseguir alcançar esta certificação, o empreendedor da construção civil deve garantir o controle do projeto em todas as suas fases: programa, concepção, realização da obra e uso do edifício. Os benefícios de um empreendimento com o selo AQUA são os seguintes: a qualidade de vida do seu usuário, a economia de água, a energia elétrica, a disposição de resíduos e respetiva manutenção e a contribuição para o desenvolvimento sócio-econômico e ambiental da localização em que se insere.

Website: vanzolini.org.br/aqua


BREEAM




BREEAM são as iniciais de Building Research Establishment Environmental Assessment Method, um selo de certificação ambiental de edifícios criado em 1990 com base em critérios relacionados com o bem-estar ambiental, aos quais atribui uma pontuação que varia entre os resultados de aprovação, como: bom, muito bom, ótimo e excelente.

Avaliando todas as fases do empreendimento de construção, o BREEAM tem em consideração a gestão da construção, o consumo de menos energia e água, a contaminação resultante do empreendimento, os materiais utilizados, a saúde e o bem-estar de todos os envolvidos direta e indiretamente, o transporte, a gestão de resíduos, o uso do terreno e a também a inovação empregada.

O BREEAM é a principal certificação ambiental de edifícios utilizada no Reino Unido, tendo sido pioneira em todo o mundo e se tornou um fator de medida utilizado para descrever o desempenho ambiental de uma construção. Atualmente está disseminado nos cinco continentes, com mais de 110 mil edifícios certificados.

Com este selo, uma construção ganha reconhecimento no mercado “verde”, inspiração para contribuir para um futuro mais sustentável que minimize o impacto ambiental, referenciais mais rigorosos do que as normas gerais e uma ferramenta para reduzir custos e melhorar as condições de trabalho.

Website: www.breeam.com


PROCEL EDIFICA




Criado em 2003, o Procel Edifica é um selo ambiental desenvolvido pela ELETROBRAS/PROCEL, dirigido a edifícios comerciais de serviços ou públicos e residenciais, com o objetivo de promover a eficiência energética.

A ideia é combater o desperdício, assim como reduzir custos e os investimentos setoriais. É uma das certificações ambientais que classifica o desempenho da construção. São incentivados projetos que estimulem e aproveitem a iluminação e ventilação natural dos edifícios.

Website: www.procelinfo.com.br


Concluindo, as certificações ambientais são uma ótima ferramenta de comprovação de uma construção sustentável. Por meio delas podemos estabelecer métricas e atingirmos patamares superiores do que construções sustentáveis tradicionais. Um selo pode trazer mudanças substanciais principalmente para empreendimentos maiores, inclusive para seu diferencial de marca.


Você já utilizou alguma certificação ambiental no seu projeto? Conhece as questões ambientais de cada certificação? Comente abaixo e faça parte desta comunidade sustentável!




Gostou do tema? Já conhecia todas essas Certificações? Comente suas experiências e enriqueça esse conteúdo! Ah, pode espalhar :)


Agora, se você, como nós, gosta de inovação, tecnologia e processos bem definidos, e não possui em sua organização um Escritório de Gerenciamento de Projeto (EGP) ou equipe especializada em gerenciamento de projetos e obras, que integra modelos consagrados a novas soluções ambientais, clique aqui e conheça a metodologia de trabalho campeã do Prêmio BIM SindusCon-SP 2017. 




M A I S   L I D A S


CERTIFICAÇÃO EDGE DE SUSTENTABILIDADE

COM NOVA CERTIFICAÇÃO, BRASIL GANHA DESTAQUE EM RANKING DE SUSTENTABILIDADE

VEJA COMO A CERTIFICAÇÃO LEED FUNCIONA

BRASIL MANTÉM A 4ª POSIÇÃO NO RANKING DE PAÍSES COM MAIOR MNÚMERO DE PROJETOS LEED


V E J A   T A M B É M 

A IMPORTÂNCIA DA CONEXÃO ENTRE GESTÃO DE PESSOAS E DO NEGÓCIO

ENGAJAMENTO É O GRANDE DESAFIO DAS ORGANIZAÇÕES

GERENCIAMENTO DE PROJETOS E BIM

CONSTRUÇÃO CIVIL PODE CRESCER ATÉ 7% COM BIM 

5 MOTIVOS PARA UTILIZAR O BIM NO PLANEJAMENTO DE OBRAS

iCON REALIZA DEBATE SOBRE INOVAÇÃO ABERTA CORPORATIVA

WORKSHOP BIM PARA INSTALADORAS

A IMPORTÂNCIA DE UM BOM GERENCIAMENTO DE PROJETOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL

VEJA COMO A CERTIFICAÇÃO LEED FUNCIONA

PESQUISADORES DE HARVARD LISTAM 9 FATORES QUE TORNAM UM EDIFÍCIO BOM PARA A SAÚDE DOS USUÁRIOS

O FUTURO DA INOVAÇÃO NA CONSTRUÇÃO

NOVAS TECNOLOGIAS NA CONSTRUÇÃO CIVIL - PREPAREM-SE, ENGENHEIROS

DOX GANHA DESTAQUE E LEVA O PRÊMIO DE EXCELÊNCIA BIM SINDUSCON-SP 2017

7 BOAS PRÁTICAS NO GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE CONSTRUÇÃO

COM AS TECNOLOGIAS RV, RA e RM, SERES HUMANOS E MÁQUINAS SE UNIRÃO NA FORÇA DE TRABALHO

EDIFÍCIO ALAMEDA SANTOS E SEUS DESAFIOS DE TERRENO E LOGÍSTICA

6 FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS QUE VOCÊ DEVE CONHECER

SOFT SKILLS - 8 HABILIDADES DO GP PERFEITO



Artigo original: Ugreen, em 06/08/2019

Imagem Capa: Google Imagens

Imagens Internas: Reprodução I Divulgação