Vencedores do Prêmio de Excelência BIM SindusCon-SP 2017 apresentam projetos campeões

Vencedores do Prêmio de Excelência BIM SindusCon-SP 2017 apresentam projetos campeões

"Os cinco vencedores da 2ª edição do Prêmio de Excelência BIM SindusCon-SP tiveram a oportunidade de apresentar em detalhes os desafios enfrentados pelos projetos campeões do ano passado.

Realizado pelo SindusCon-SP, por meio do Comitê de Tecnologia e Qualidade (CTQ), na última quinta-feira (21), o workshop também foi palco do lançamento da 3ª edição do prêmio, que já está com inscrições abertas (saiba mais).

WT BIMO integrante do Grupo de Trabalho BIM, Fernando Fernandes, abriu o evento lembrando o papel do SindusCon-SP como maior estimulador na adoção do BIM no Brasil. “São inegáveis suas vantagens em termos de economia de custos, aumento da produtividade, cumprimento de prazos e transparência em projeto, execução e manutenção de empreendimentos”, salientou. Ainda segundo Fernandes, “a atuação da nossa entidade foi decisiva para a adoção da Modelagem no Brasil”.

O coordenador técnico do Prêmio de Excelência BIM SindusCon-SP, Rogério Suzuki, exaltou os projetos vencedores e destacou como o governo tem incentivado o BIM. “O governo federal, por meio do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, tem atuado para a disseminação do BIM.”


Cases vencedores



Vencedora na categoria Construtor, a Sinco Engenharia foi reconhecida pela maturidade de sua implementação de BIM e pelos sólidos resultados que vem auferindo através dessa metodologia.

O case da empresa foi o empreendimento Verum Mooca, em São Paulo (já finalizado). A obra é um prédio residencial de torre única em terreno de 5.100 m² com 25 mil m² de área construída na zona Leste de São Paulo. O projeto conta com 27 pavimentos, 4 apartamentos por andar e 272 vagas de garagem.

Foram utilizadas as diretrizes de modelagem criadas pela Sinco (BIM Mandate), visando alinhar os métodos construtivos da construtora com a modelagem interna. Não foram criados aplicativos ou plug-ins, mas utilizados os softwares de mercado (Archicad, Synchro, Solibri Model Checker, Project e Excel).

A gerente de Projetos BIM da Sinco, Priscila de Castro, falou sobre os desafios enfrentados pela empresa. “A contratante pediu a entrega do empreendimento em um prazo bem curto. Nós montamos o projeto e descontruímos em BIM, passando por todas as etapas.”

Saiba mais sobre este case aqui.


Vedações em drywall



Vencedora na categoria Projetista, a Addor & Associados Projetos e Consultoria foi reconhecida pela inovação e aprofundamento da utilização de BIM no projeto de vedações, com desenvolvimento de customizações próprias.

Segundo explica a diretora da empresa, Miriam Addor, o cliente demandou em BIM um projeto de vedações, em alvenaria de drywall. “O objetivo do projeto era racionalizar a execução das paredes e o uso de materiais durante a obra.”

O empreendimento corporativo possui lajes de 2023 m², 14 pavimentos tipos, com teatro e mall com 12 lojas de conveniência no térreo. A estrutura do prédio é em concreto armado, com fachada em placas pré-fabricadas e caixilhos de vidro, e as paredes internas de alvenaria de blocos de concreto.

O projeto de vedações foi feito para os pavimentos tipos, com o desenvolvimento das paredes de alvenaria e de drywall, verificando as interfaces com as demais disciplinas, compatibilizando e verificando os aspectos de resistência, acústica e proteção a fogo.

Alguns resultados do trabalho que começou em 2016 e termina em 2019 já foram percebidos: tempo de execução reduzido em 15%, se comparado com projetos em Autocad e em Revit; reduzido também o tempo de retrabalho e a quantidade de erros.

Saiba mais sobre este projeto aqui.


Biblioteca BIM



A Duratex – Divisão Deca, vencedora da categoria Fornecedor, desenvolveu uma biblioteca aberta, para várias plataformas, adotando processo de desenvolvimento participativo e melhorando o produto a cada nova versão.

De acordo com o engenheiro da Deca, Osvaldo Barbosa de Oliveira Junior, o mercado passou a demandar a biblioteca. “Após pesquisa de mercado, definimos prioridades para o desenvolvimento.”

As discussões sobre a necessidade de criar a biblioteca Deca | BIM tiveram início entre 2010 e 2011. Em 2013 o conteúdo estava aberto para o público.

Ainda segundo Oliveira Junior, foi buscada a interoperabilidade das bibliotecas em IFC e Revit. “Além disso, a biblioteca traz informações complementares que não se encontram nos catálogos.”

Saiba mais sobre este projeto aqui.


Gerenciamento



Vencedora da categoria Contratante, a DOX Planejamento e Gestão se destacou pela coordenação de múltiplos projetistas externos e pela completude da documentação de padronização que produziu para o efetivo gerenciamento de empreendimentos em BIM.

A empresa concorreu com o empreendimento Grand Ufficiale Evaristo Comolatti, na avenida Paulista. Para gerenciar o empreendimento, a DOX utilizou uma plataforma própria para dar apoio ao BIM Mandate. A ferramenta possui módulos integrados que gerenciam informações, escopo, recursos, tempo, riscos e sistemas.

O trabalho inscrito no prêmio é um empreendimento corporativo de 19.383,57 m² de área construída, com uma torre de 22 unidades, 388 vagas de garagem e 4 subsolos. A torre possui lobby de entrada com pé-direito duplo, um pavimento mezanino, 10 pavimentos tipos e cobertura.

O engenheiro da DOX, Vinícius Honda, falou que dentre os desafios que o projeto apresentou, os maiores foram construir sobre os túneis de metrô e a logística complexa em função da localização.

“Os projetos foram concebidos com o intuito de atender as exigências para obtenção da Certificação LEED Silver de forma a garantir a eficiência energética para o empreendimento e construção sustentável.”

Saiba mais sobre este projeto aqui.


Conexão universidade e mercado



Na categoria Academia, a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) foi escolhida por suas ações pioneiras, pela maturidade na implantação de BIM no currículo e pela disseminação em diversas disciplinas.

A professora doutora do Departamento de Arquitetura e Construção da Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo (FEC), Regina Ruschel, explicou que ao longo de 10 anos, a FEC passou a integrar o BIM em seis disciplinas de graduação e em uma da pós-graduação nos cursos de engenharia civil e arquitetura e urbanismo.

“Entre os desafios enfrentados pela universidade está a dificuldade dos alunos na interoperabilidade dos diferentes softwares no mercado”, afirmou.

Regina fez um apelo ao mercado da construção civil. “A academia precisa de modelos de BIM Mandate para nos aprofundarmos.”

Saiba mais sobre esse projeto aqui."


Confira o vídeo ao vivo do evento aqui.


Gostou da notícia? Se quiser saber mais sobre tendências e novidades do setor, navegue pelo site.

MAIS LIDAS

NOVAS TECNOLOGIAS NA CONSTRUÇÃO CIVIL - PREPAREM-SE, ENGENHEIROS

ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA ATINGE MARCA HISTÓRICA 

DOX GANHA DESTAQUE E LEVA O PRÊMIO DE EXCELÊNCIA BIM SINDUSCON-SP 2017

WORKSHOP BIM PARA INSTALADORAS

7 BOAS PRÁTICAS NO GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE CONSTRUÇÃO

COM AS TECNOLOGIAS RV, RA e RM, SERES HUMANOS E MÁQUINAS SE UNIRÃO NA FORÇA DE TRABALHO

ANÁLISE DE TENDÊNCIAS EM MARCOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL

RESIDENCIAL DAMHA IV PRESIDENTE PRUDENTE

EDIFÍCIO ALAMEDA SANTOS E SEUS DESAFIOS DE TERRENO E LOGÍSTICA

6 FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS QUE VOCÊ DEVE CONHECER

SOFT SKILLS - 8 HABILIDADES DO GP PERFEITO

DOX GANHA DESTAQUE EM MÍDIA ESPECIALIZADA EM SHOPPING CENTERS

DOX APRESENTA CASE VENCEDOR DO PRÊMIO EXCELÊNCIA BIM SINDUSCON-SP NO ROAD SHOW BIM EM PORTO ALEGRE



Repost: SindusCon-SP

Autor: Enzo Bertolini, para SindusCon-SP, em 22/06/2018

Imagem: Reprodução SindusCon-SP