O uso de produtos sustentáveis ajudam a diminuir a dívida ambiental

O uso de produtos sustentáveis ajudam a diminuir a dívida ambiental


Consumo Consciente


"A ideia de consumo consciente vem sendo divulgada com frequência nos últimos anos, onde ouvimos falar sobre a importância de se rever comportamentos e promover mudanças em nossos padrões e hábitos. Porém, muitos ainda não entenderam claramente o conceito e a relevância de levantar essa bandeira pelo bem do planeta.


Recentemente, o Instituto Akatu, ONG que trabalha pela conscientização e mobilização da sociedade para o consumo consciente, publicou uma pesquisa em que os resultados não surpreendem. Ela aponta que 76% dos entrevistados – homens e mulheres com mais de 16 anos – não praticam o consumo consciente. O estudo também mostra que uma das barreiras para a adoção de práticas sustentáveis é a necessidade de esforço para se fazer isso.

Confira aqui todos resultados da Pesquisa Akatu 2018 - Panorama do Consumo Consciente no Brasil.


O conceito envolve a escolha de produtos que utilizem menos recursos naturais em sua produção e que poderão ser facilmente reutilizados ou reaproveitados.

Significa comprar aquilo que é realmente necessário, estendendo a vida útil deles tanto quanto for possível. Dessa forma, a sociedade civil mostra ao setor produtivo a necessidade de oferecer produtos e serviços que tragam impactos positivos ou reduzam drasticamente o desperdício de matérias primas.


Mas como praticar o consumo sustentável?


Há muitas maneiras, seja cultivando hábitos no dia a dia, revendo nossos valores e repensando as necessidades materiais. Os produtos sustentáveis estão presentes em praticamente todos os segmentos: desde as tradicionais sacolas reutilizáveis e não poluentes em supermercados ou até mesmo em produtos de maternidade como fraldas ecológicas.


Assim, cabe ao consumidor ficar atento ao escolher produtos, levando sempre em consideração fatores que comprovem seu caráter sustentável, como selos de organizações. Além disso, conhecer a origem dele, onde foi produzido, por quem e em quais condições de trabalho, também são importantes na hora da tomada de decisão. Ao invés de utilizar as sacolinhas plásticas, você pode optar por sacolas de pano. Em casa, o ideal é optar por produtos de limpeza que sejam feitos à base de água e que não contenham produtos químicos em sua composição. Outra saída é escolher lâmpadas fluorescentes que gastam bem menos energia do que as incandescentes. Já os eletroeletrônicos devem ser escolhidos de acordo com seu gasto energético.


Quanto mais informação tiver mais alternativas você encontra para adotar práticas sustentáveis. Incorporar isso ao dia-a-dia vai fazer bem não só para o presente, mas também para as gerações futuras. Se cada um fizer a sua parte, podemos acreditar em um futuro melhor para o planeta e seus habitantes."


Como funciona na Construção Civil?


No setor da Construção Civil não é diferente. Cada vez mais empresas buscam caminhos para que seus produtos e serviços sejam desenvolvidos de forma mais sustentável e, carreguem mais responsabilidade socioambiental. Além do reaproveitamento de materiais e reciclagem de resíduos, itens como tratamento, uso consciente e reuso da água, utilização de energia solar adequada e práticas mais conscientes na edificação, como uso de telhados verdes, passaram a contribuir amplamente e de forma global para a existência humana. Na outra ponta, o consumidor, que tem buscado a cultura do cuidado e preservação do planeta, nos produtos que carreguem um selo ambiental. Sem dúvida, construir de forma sustentável é uma questão de sobrevivência.


Se você não possui em sua organização um Escritório de Gerenciamento de Projeto (EGP) ou equipe especializada em gerenciamento de projetos e obras, que integra modelos consagrados a novas soluções ambientais, clique aqui e conheça a metodologia de trabalho campeã do Prêmio BIM SindusCon-SP 2017.

 

Gostou do artigo? Tem alguma informação a acrescentar? Deixe seu comentário e compartilhe esse conhecimento com quem você se importa!




M A I S   L I D A S


SUSTENTABILIDADE NA CONSTRUÇÃO

BOAS PERSPECTIVAS PARA O MERCADO IMOBILIÁRIO

5 TENDÊNCIAS EM ENERGIA RENOVÁVEL PARA FICAR DE OLHO

NOVAS TECNOLOGIAS NA CONSTRUÇÃO CIVIL - PREPAREM-SE, ENGENHEIROS

ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA ATINGE MARCA HISTÓRICA 

O FUTURO DA INOVAÇÃO NA CONSTRUÇÃO

VEJA COMO A CERTIFICAÇÃO LEED FUNCIONA

PESQUISADORES DE HARVARD LISTAM 9 FATORES QUE TORNAM UM EDIFÍCIO BOM PARA A SAÚDE DOS USUÁRIOS

CONSTRUÇÃO CIVIL PODE CRESCER ATÉ 7% COM BIM 

iCON REALIZA DEBATE SOBRE INOVAÇÃO ABERTA CORPORATIVA

A IMPORTÂNCIA DE UM BOM GERENCIAMENTO DE PROJETOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL

5 MOTIVOS PARA UTILIZAR O BIM NO PLANEJAMENTO DE OBRAS

DOX GANHA DESTAQUE E LEVA O PRÊMIO DE EXCELÊNCIA BIM SINDUSCON-SP 2017

WORKSHOP BIM PARA INSTALADORAS

7 BOAS PRÁTICAS NO GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE CONSTRUÇÃO

COM AS TECNOLOGIAS RV, RA e RM, SERES HUMANOS E MÁQUINAS SE UNIRÃO NA FORÇA DE TRABALHO

ANÁLISE DE TENDÊNCIAS EM MARCOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL

RESIDENCIAL DAMHA IV PRESIDENTE PRUDENTE

EDIFÍCIO ALAMEDA SANTOS E SEUS DESAFIOS DE TERRENO E LOGÍSTICA

6 FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS QUE VOCÊ DEVE CONHECER

SOFT SKILLS - 8 HABILIDADES DO GP PERFEITO

DOX GANHA DESTAQUE EM MÍDIA ESPECIALIZADA EM SHOPPING CENTERS

DOX APRESENTA CASE VENCEDOR DO PRÊMIO EXCELÊNCIA BIM SINDUSCON-SP NO ROAD SHOW BIM EM PORTO ALEGRE



Artigo Original de Envolverde/Carta Capital

Autor: Lais de Oliveira, para Envolverde/CartaCapital (Ana Maria) em 31/08/2018.

Imagens: Reprodução/Divulgação