Edifício Grande Ufficiale Evaristo Comolatti

Edifício Grande Ufficiale Evaristo Comolatti

Obra da Incorporadora Stan, o empreendimento Grande Ufficiale Evaristo Comolatti foi um projeto desafiador, principalmente em função de sua localização, Av. Paulista com Consolação. O prédio foi construído acima de áreas técnicas do Metrô (Linha Amarela), exigindo uma fundação bastante complexa.

As estacas escavadas foram locadas de modo a evitar as interferências com as edificações do Metrô abaixo da torre. Por este motivo, era impossível a locação dos pilares da torre alinhados com essas estacas, gerando a necessidade de um bloco de coroamento muito grande, com um volume de aproximadamente 1168m3, para distribuição dos esforços dos pilares nessas estacas.




“Nenhum serviço da obra poderia interferir nas operações do Metrô”, conta Vinicius Brandão, Engenheiro da DOX responsável pelo monitoramento da obra. Sendo assim, “foram instalados equipamentos de medição de vibração e recalque, que monitoravam a execução dos serviços nos subsolos da torre, tornando ainda mais desafiadora a execução da escavação, contenção e fundação do prédio”, continua Vinícius.

O prédio visa a certificação LEED SILVER, e foi contratada uma consultoria de acompanhamento, que atuou desde a fase de projetos até a finalização da obra. Para se atingir a meta de sustentabilidade, foram monitorados pontos como: Prevenção e Controle à poluição Ambiental da obra, Gestão de resíduos, Conteúdos Reciclados, Qualidade interna do Ar e Emissão de VOC (componentes orgânicos voláteis), além do acompanhamento de toda a execução das instalações da obra. 

Outro diferencial do Empreendimento, voltado para a certificação LEED, foi a instalação de uma roda entálpica, que reaproveita a energia térmica do ar de exaustão, a fim de gerar uma economia de energia no sistema de climatização.

A fachada de vidro foi executada através do sistema unitizado, que une os elementos (borrachas, acessórios, vidros) em um módulo produzido em fábrica, que chega na obra pronto para ser fixado nas ancoragens dispostas no perímetro da torre, em cada pavimento. A particularidade dessa fachada é a utilização de vidros curvos, que eliminam a necessidade de emparelhar vários vidros, e resultam numa fachada mais limpa. A instalação desses vidros curvos exige um cuidado redobrado, por ser um material de alto custo e de fabricação muito mais complexa.





Mais uma particularidade do empreendimento é a entrada de energia, que se dá por transformadores a seco, que são mais compactos, seguros e não apresentam riscos de contaminação.


Clique e veja o vídeo do empreendimento (Stan).


A DOX foi responsável pela coordenação dos projetos executivos, pela concorrência para contratação da empresa construtora e pelo gerenciamento dos serviços e obras de construção do Empreendimento, controlando custos, prazos, suprimentos, qualidade, riscos e sustentabilidade. 

“Foi aplicada a metodologia da Análise de Valor Agregado para analisar a evolução de custos e prazos do Empreendimento, integrando escopo, cronograma e orçamento a fim de medir precisamente o progresso do que foi planejado. Outra importante e inovadora ferramenta de controle foi a Duração Agregada, que mede o desempenho do avanço da obra baseada somente em tempo, ou seja, com atividades ponderadas por suas durações, e não por seu custo. Independentemente do valor do projeto, a variação de prazo de cada atividade foi refletida com bastante precisão em todos os meses da obra. Utilizamos o BIM como uma ferramenta essencial na gestão eficaz desta e de outras obra, na DOX. O BIM Mandate foi estruturado de forma a garantir que os dados e informações seguissem um fluxo continuo e para estabelecer de forma clara os procedimentos que serviriam de orientação à equipe na elaboração dos projetos executivos do empreendimento. Como recurso de apoio ao BIM Mandate, foi utilizada a plataforma DOXMANAGER®, software próprio que possui módulos integrados de gerenciamento da informação, escopo, recursos, tempo, riscos e sistemas. Desta forma, conseguimos melhorar os fluxos de trabalho e processos internos, tivemos maior assertividade e clareza das informações no processo de concorrência para contratação dos serviços e obras. Não foram constatados danos nas estruturas existentes do METRÔ em decorrência da execução das Contenções e Fundações e, também, nenhuma interferência devido às incompatibilidades nos projetos executivos, durante a construção, foram observados", conclui Vinicius.


A entrega do Empreendimento ocorrerá em Fevereiro/18.


Conheça esse Case BIM.


Quer ver o vídeo do case DOX ganhador do Prêmio de Excelência BIM SindusCom/SP 2017? Clique aqui.


Gostou do artigo? Compartilhe com os amigos.


MAIS LIDAS

DOX GANHA DESTAQUE EM MÍDIA ESPECIALIZADA EM SHOPPING CENTERS

DOX GANHA DESTAQUE E LEVA O PRÊMIO DE EXCELÊNCIA BIM SINDUSCON-SP 2017  

DOX APRESENTA CASE VENCEDOR DO PRÊMIO EXCELÊNCIA BIM SINDUSCON-SP NO ROAD SHOW BIM EM PORTO ALEGRE



Vinicius Brandão é o Engenheiro da DOX responsável pelo monitoramento da obra.

Engenheiro graduado pela UNESP, é atuante no monitoramento de Empreendimentos Corporativos e Residenciais no estado de São Paulo e foco nas análises de concorrências privadas e no gerenciamento de obras, com a utilização do Método do Valor Agregado e Duração Agregada para controle da execução dos Empreendimentos.

Imagens: Reprodução DOX