Como desenvolver o mindset inovador nas empresas

Como desenvolver o mindset inovador nas empresas

É possível inovar com um mindset que carrega medo do futuro e segurança em relação ao passado?

Para responder a essa pergunta, o Whow! falou com Chico Adelano, head de design e inovação da Echos, um laboratório global de inovação com sede em São Paulo e escritórios no Rio de Janeiro, Lisboa (Portugal) e Sydney (Austrália).


Confronto com o medo


Para ele, a dupla medo do futuro e segurança do passado é parte responsável pela grande ansiedade que ronda os projetos de inovação. “Quando se fala de grandes corporações, coletivos ou organizações sociais é preciso entender que eles tiveram muita relevância na construção do que a gente tem hoje”. Por isso, antes de tudo, é preciso respeitar quem veio antes, quem tem história e tradição.

Ainda assim, essas grandes organizações precisam da inovação. “Para continuarem vivas”, diz Chico.

“A inovação é inevitável, não é um assunto de hoje e não deveria gerar medo, porque não é necessário abandonar as coisas do passado. É também refletir sobre o que do passado tem valor e faz parte da nossa identidade. Pessoas mudam, sistemas mudam, a tecnologia muda e algumas coisas vão perdendo sentido”

        Chico Adelano, head de design e inovação da Echos


A inovação é, segundo o especialista, um processo de abandonar o que não faz mais sentido e abrir espaço para que novos significados para o futuro se revelem.

Não é algo simples.


Foto (Shutterstock)


Mindset de experimentação


“É difícil, porque quando a gente fala desse desconforto, desse medo do futuro, a gente fala em risco do negócio. Não existe inovação sem risco. Por isso que precisamos aprender a mitigar os riscos dos projetos de inovação, por isso a importância do mindset de experimentação”, completa o executivo.

Esse medo é trazido pelo risco e também pelo apego às construções. “Formamos a identidade pelo que a gente faz. Então, às vezes, a identidade do negócio está ameaçada por deixar de ser quem é”, diz Chico.

Ele afirma ainda que é preciso trabalhar esse tema na camada individual, e aí se usam metodologias de design thinking, que trabalham com questões ligadas à identidade de significados e são importantes para ajudar nesse processo.

“Administrar o risco e separar o apego da necessidade do negócio são caminhos para garantir a manutenção da identidade e deixar a perspectiva de futuro mais segura e desejável”, descreve.


Como é um ambiente inovador


Dois fatores são importantes: concepção de espaço e relações entre as pessoas. “Acreditamos em uma fusão entre cultura, processos e espaços. As pessoas estão dentro dessa cultura e, para que a colaboração entre elas exista, é que temos os processos. Para que os processos rodem de forma fluida e eficiente, a gente provê espaço. Tudo isso está relacionado”, explica o executivo.

Ele comenta que há muitos escritórios mudando, adotando espaços abertos, iluminação natural, mobiliário colorido, transparência através de vidros, salas para cocriação, porém não é o suficiente. “Tudo isso tem uma base de sentido, mas pode ser muito superficial se as pessoas não tiverem a cultura e a relação. Então tem que focar na qualidade da relação entre as pessoas.”


Foto ilustrativa (Shutterstock)


Como se desenvolve este mindset?


É preciso entender que as pessoas têm características diferentes. “Criou-se um estereótipo que o inovador tem que falar muito, se comunicar, se expor, fazer rápido, mas isso é uma personalidade, e a criatividade é um dom que se manifesta em diferentes personalidades.”

Chico cita o exemplo dos profissionais de TI, que normalmente precisam de mais isolamento, concentração e foco.

“Podem ser pessoas introspectivas e isso não elimina o potencial criativo delas. Só é preciso saber criar os contextos para todas as personalidades se encontrarem e colaborarem. É um trabalho difícil, mas é possível, usando ferramentas de design thinking e de change management, abordagens do mindset digital e design de facilitação com base em aprendizado.”

Ele lembra que as relações de trabalho também são experiências e que elas geram conhecimento.

“Não é sobre criar uma situação, mas gerar o contexto para as pessoas se sentirem encorajadas para se abrir para o novo, para experimentar, exercitar com isso e aprender rápido.”

        Chico Adelano, head de design e inovação da Echos




Gostou do artigo? Conta pra gente, você desenvolve um mindset inovador com o seu time? Deixe um feedback e enriqueça esse conteúdo! Ah, pode espalhar :D


Agora, se você, como nós, gosta de inovação, tecnologia e processos bem definidos, e não possui em sua organização um Escritório de Gerenciamento de Projeto (EGP) ou equipe especializada em gerenciamento de projetos e obras, que integra modelos consagrados a novas soluções ambientais, clique aqui e conheça a metodologia de trabalho campeã do Prêmio BIM SindusCon-SP 2017




M A I S   L I D A S


O QUE É IPD 

CONSTRUINDO VANTAGEM COMPETITIVA COM O PENSAMENTO LEAN

LEAN CONSTRUCTION NA GESTÃO DE CONSTRUÇÃO GERA MAIS VALOR E MENOS DESPERDÍCIOS

A IMPORTÂNCIA DE UM BOM GERENCIAMENTO DE PROJETOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL

O GERENTE BIM DAS GALÁXIAS

GERENCIAMENTO DE PROJETOS E BIM

7 BOAS PRÁTICAS NO GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE CONSTRUÇÃO

DOX ASSINA O GERENCIAMENTO DE PROJETOS E OBRAS DE RETROFIT E MODERNIZAÇÃO DO SANFRA

CONSTRUÇÃO CIVIL PODE CRESCER ATÉ 7% COM BIM 

5 MOTIVOS PARA UTILIZAR O BIM NO PLANEJAMENTO DE OBRAS

WORKSHOP BIM PARA INSTALADORAS

NOVAS TECNOLOGIAS NA CONSTRUÇÃO CIVIL - PREPAREM-SE, ENGENHEIROS

DOX GANHA DESTAQUE E LEVA O PRÊMIO DE EXCELÊNCIA BIM SINDUSCON-SP 2017

7 BOAS PRÁTICAS NO GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE CONSTRUÇÃO

COM AS TECNOLOGIAS RV, RA e RM, SERES HUMANOS E MÁQUINAS SE UNIRÃO NA FORÇA DE TRABALHO

ANÁLISE DE TENDÊNCIAS EM MARCOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL

EDIFÍCIO ALAMEDA SANTOS E SEUS DESAFIOS DE TERRENO E LOGÍSTICA

6 FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS QUE VOCÊ DEVE CONHECER

SOFT SKILLS - 8 HABILIDADES DO GP PERFEITO

DOX GANHA DESTAQUE EM MÍDIA ESPECIALIZADA EM SHOPPING CENTERS

DOX APRESENTA CASE VENCEDOR DO PRÊMIO EXCELÊNCIA BIM SINDUSCON-SP NO ROAD SHOW BIM EM PORTO ALEGRE



Autor: Adriana Fonseca, para Whow, em 20/02/2020.

Imagens: Reprodução/Divulgação.