Arquitetos de Xangai surpreendem com solução simples para problemas de mobilidade urbana na cidade

Arquitetos de Xangai surpreendem com solução simples para problemas de mobilidade urbana na cidade

Com simples linhas desenhadas no chão, um grupo de arquitetos busca alertar e conscientizar a população de Xangai, na China, acerca dos problemas de mobilidade urbana causados pelo excesso de pedestres nas ruas e de bicicletas e motocicletas largadas nas calçadas da cidade. A intervenção urbana, chamada de The Chain Effect, é assinada pelos escritórios 100architects e The Collaborative Duet Anomaly e propõe soluções econômicas e de fácil execução para os problemas apresentados. 


A primeira questão abordada pela instalação é o congestionamento das calçadas estreitas causado pelo grande número de bicicletas das companhias de compartilhamento estacionadas por ali que dificultam a circulação de pedestres. A proposta não se destina apenas a organizar o estacionamento das bikes, mas também conscientizar e educar os usuários sobre o comportamento cívico em relação ao seu uso público. Inspirados nas correntes que compõe a bicicleta, os arquitetos criaram um gráfico simples, mas criativo que indica para os usuários as vagas para estacioná-las e também sugere em qual ângulo elas devem ficar, otimizando a acomodação em determinadas áreas e liberando até 0,5 m de calçada para a circulação confortável dos pedestres.


                                       

                                        A proposta tem o objetivo de criar vagas para as bicicletas e apontar a melhor maneira de

                                        estacioná-las para evitar o congestionamento das calçadas estreitas (Foto Reprodução).


A segunda questão apontada é o estacionamento de motocicletas devido a uma crescente proliferação de empresas de entrega. Para isso, outro gráfico simples foi projetado, inspirado pelos motociclistas cheios de caixas comumente vistos nas ruas de Xangai. Assim, boxes que imitam as caixas empilhadas tornaram-se as vagas para que as motos sejam estacionadas de maneira organizada.


                                       

                                       Outra questão solucionada com a intervenção é o alto número de motocicletas largadas nas

                                        calçadas (Foto Reprodução).


O terceiro e último problema apontado são as faixas de pedestres superlotadas em ruas estreitas que no horário de pico são muito difíceis de atravessar sem esbarrar nas pessoas que estão cruzando na direção oposta. Para organizar a circulação sobre esses cruzamentos, a equipe apresentou uma modificação muito simples, mas extremamente eficaz: alterar as linhas brancas e retas do cruzamento para zig-zag. Assim surge o desenho de uma seta que aponta a direção que o pedestre deve seguir e divide a circulação em dois caminhos diferentes evitando a colisão entre pessoas. Os designs simples e inteligentes foram premiados com o prêmio Red Dot Design 2018 na categoria de gráficos ambientais. 


                                       

                                        Por fim, o projeto sugere trocar as faixas de pedestres por linhas que direcionam o pedestre a fim

                                        de evitar a colisão entre pessoas (Foto Reprodução).


Gostou da notícia? Passe adiante a informação que você adquiriu. Compartilhe com seus amigos. 


Agora, se você, como nós, gosta de inovação, tecnologia e processos bem definidos, e não possui em sua organização um Escritório de Gerenciamento de Projeto (EGP) ou equipe especializada em gerenciamento de projetos e obras, que integra modelos consagrados a novas soluções ambientais, clique aqui e conheça a metodologia de trabalho campeã do Prêmio BIM SindusCon-SP 2017. 




M A I S   L I D A S


CHESF INICIA ESTUDO COM PAINÉIS SOLARES EM RESERVATÓRIO DE SOBRADINHO

A IMPORTÂNCIA DA CONEXÃO ENTRE GESTÃO DE PESSOAS E DO NEGÓCIO

ENGAJAMENTO É O GRANDE DESAFIO DAS ORGANIZAÇÕES

GERENCIAMENTO DE PROJETOS E BIM

DOX ASSINA O GERENCIAMENTO DE PROJETOS E OBRAS DE RETROFIT E MODERNIZAÇÃO DO SANFRA

CONSTRUÇÃO CIVIL PODE CRESCER ATÉ 7% COM BIM 

5 MOTIVOS PARA UTILIZAR O BIM NO PLANEJAMENTO DE OBRAS

iCON REALIZA DEBATE SOBRE INOVAÇÃO ABERTA CORPORATIVA

WORKSHOP BIM PARA INSTALADORAS

A IMPORTÂNCIA DE UM BOM GERENCIAMENTO DE PROJETOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL

VEJA COMO A CERTIFICAÇÃO LEED FUNCIONA

PESQUISADORES DE HARVARD LISTAM 9 FATORES QUE TORNAM UM EDIFÍCIO BOM PARA A SAÚDE DOS USUÁRIOS

O FUTURO DA INOVAÇÃO NA CONSTRUÇÃO

NOVAS TECNOLOGIAS NA CONSTRUÇÃO CIVIL - PREPAREM-SE, ENGENHEIROS

DOX GANHA DESTAQUE E LEVA O PRÊMIO DE EXCELÊNCIA BIM SINDUSCON-SP 2017

7 BOAS PRÁTICAS NO GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE CONSTRUÇÃO

COM AS TECNOLOGIAS RV, RA e RM, SERES HUMANOS E MÁQUINAS SE UNIRÃO NA FORÇA DE TRABALHO

ANÁLISE DE TENDÊNCIAS EM MARCOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL

EDIFÍCIO ALAMEDA SANTOS E SEUS DESAFIOS DE TERRENO E LOGÍSTICA

6 FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS QUE VOCÊ DEVE CONHECER

SOFT SKILLS - 8 HABILIDADES DO GP PERFEITO

DOX GANHA DESTAQUE EM MÍDIA ESPECIALIZADA EM SHOPPING CENTERS

DOX APRESENTA CASE VENCEDOR DO PRÊMIO EXCELÊNCIA BIM SINDUSCON-SP NO ROAD SHOW BIM EM PORTO ALEGRE



Autor: Julyana Oliveira, para Revista Casa e Jardim, em 03/12/2018.

Imagens: Reprodução/Divulgação.