6 ferramentas para gerenciamento de projetos que você deve conhecer

6 ferramentas para gerenciamento de projetos que você deve conhecer

Se você já teve a oportunidade de fazer gerenciamento de projetos, sabe muito bem que não é uma tarefa tão simples. Ainda mais se for para a construção de um imóvel, por exemplo.

Mas para facilitar a vida do profissional, existem diversas ferramentas que auxiliam na hora de realizar essa atividade. Elas são essenciais para que o responsável pelo gerenciamento de projetos de uma empresa consiga se organizar e fazer um bom trabalho.

Por isso, separamos algumas das mais importantes ferramentas para ajudar o profissional a ter maior controle e melhorar a comunicação com o restante da sua equipe e também com o cliente, é claro.

Como há muitas dúvidas na escolha da plataforma ideal, vamos apresentar as principais características de cada uma das 6 que selecionamos para essa lista. Veja!





O queridinho de muitos profissionais não poderia ficar de fora desse elenco! Então, já começamos por ele! 
O sistema kanban, método japonês de organização, já é usado há muito tempo por profissionais.
Em 2011, o Trello levou essa estratégia para o computador e se tornou um sucesso de uso. Equipes que trabalham de maneira remota podem facilmente se entender por meio dessa ferramenta.
Além de ser intuitivo, o Trello funciona por meio de quadros, listas, cartões e checklists. Nele, é possível dividir tarefas, anexar imagens, fazer comentários e definir datas de entrega, facilitando - e muito - o gerenciamento de projetos.
A ideia básica é que o profissional migre os cartões entre colunas, nomeadas com “To do” (a fazer), “Doing” (fazendo), “Done” (feito). Isso ajuda os funcionários de uma empresa a entender o que é prioridade, quais demandas exigem atenção naquele momento e o que já foi realizado.


                

Desenvolvido pela Microsoft, o Project é a ferramenta mais usada em todo o mundo quando se trata de gerenciamento de projetos. É considerado também um dos mais completos (e complexos) softwares que existem com essa finalidade.
O Project possui uma interface parecida com a do Excel e é bem menos intuitivo que o Trello.
Com múltiplos recursos, essa ferramenta é capaz de rastrear o progresso de um projeto, fazer o gerenciamento de orçamentos e, até mesmo, analisar cargas de trabalho.
Também serve para recalcular cronogramas e possibilita que o gerente de projetos tenha conhecimento de mudanças em uma parte do processo que podem afetar o planejamento geral.
O Project permite que funcionários de uma empresa possam colaborar com o projeto por meio de integração com o SharePoint ou o Office 365


                    

O software Primavera foi comprado pela Oracle em 2008. A ferramenta possui diferentes módulos de trabalho individuais como, por exemplo, o Primavera P6 Analytics e o Contract Management.
Além de ser útil no gerenciamento de projetos, também conta com integração com outros softwares e inclui análise de dados, relatórios e várias outras possibilidades de ferramentas, aumentando a qualidade do produto.
Está gostando deste artigo? Aproveite para assistir ao vídeo do bate-papo com o arquiteto especialista em gerenciamento de projetos Francisco Rocha! Ele revelou dicas importantes para atuar como um bom gerente da área!




O Basecamp é bastante útil para organizar fluxos de trabalho, gerando relatórios e cronometrando tarefas. É considerado uma ferramenta completa.
É dividido em atividades, projetos, calendários, bate-papos e outras funções que vão desde o planejamento até a análise final. O Basecamp é um ponto central onde o profissional pode armazenar informações relevantes do seu projeto.
Assim como o Trello, é muito intuitivo. O diferencial dele é que é possível formar uma espécie de linha do tempo de cada projeto que está sendo executado. Nessa linha do tempo, o profissional pode acompanhar o histórico do que cada colaborador da equipe fez e o que ainda deve ser feito.




O principal foco dessa ferramenta é unir comunicação entre colaboradores e organização, com o objetivo de aumentar a produtividade da equipe.
Assim como em outros softwares, o Asana oferece recursos como criação de times, listas de tarefas e espaço de bate-papo.
Fácil de usar, é considerado um excelente gerenciador de tarefas e pode ser usado também no gerenciamento de projetos.




O Podio é ideal para médias e pequenas equipes que estão atuando dentro do mesmo projeto. Um diferencial dessa ferramenta é a possibilidade de se ter recursos extras como CRM e intranet.
Utilizando uma das ferramentas apresentadas neste post, o profissional pode se sentir mais seguro em fazer o gerenciamento de projetos de uma obra, por exemplo. A tecnologia vem se desenvolvendo a todo momento e ela está aí para ser usada. Por isso, temos que aproveitar para transformá-la em um meio que facilite o nosso dia a dia para produzir melhores trabalhos, não é mesmo?

Gostou de conhecer mais sobre ferramentas de gerenciamento de projetos? Então deixe seu comentário e conte qual a sua preferida!


Autora: Vanessa Farias, Produtora de Conteúdo do Buildin.
Imagens: Buildin.